ETPC Notícias Professor da ETPC é selecionado para curso em Genebra

Professor da ETPC é selecionado para curso em Genebra

O professor de Física, Joaquim Lopes Pereira, foi o único selecionado do estado do RJ

Único professor do estado do Rio de Janeiro, Joaquim Lopes Pereira, da Escola Técnica Pandiá Calógeras (ETPC), foi selecionado para participar da Escola de Física CERN 2016, da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (European Organization for Nuclear Research), em Genebra, na Suíça, um dos maiores laboratórios de física do mundo. Joaquim faz parte de um grupo de 20 professores brasileiros do Ensino Médio que lecionam Física e que participarão do evento, graças ao empenho da Sociedade Brasileira de Física (SBF).

De 28 de agosto a 2 de setembro, os professores selecionados participarão da “Escola de verão” na CERN, por meio da parceria entre a CERN e o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP), em Lisboa. O evento será especial para professores que falam Português. Nos dias 3 e 4 de setembro, os professores farão uma vista ao Museu do Einstein, em Berna, na Suíça, local onde o físico morou entre os anos 1902 a 1909. 

Docente há oito anos, Joaquim Pereira é professor e coordenador técnico na ETPC, possui especialização em metodologia do ensino de Física e graduação em Matemática. Na ETPC, o professor coordena dois projetos com alunos do Ensino Médio aliado ao curso técnico: construção de pedalinhos com garrafas pet e lançamento de foguetes para a Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG). No ano passado, sob orientação de Joaquim, a ETPC foi a escola campeã da VII Jornada de Foguetes, em competição com 103 equipes de 21 estados. 

Para o professor Joaquim, o maior objetivo de sua participação na Escola de Física CERN 2016 é, quando voltar ao Brasil, multiplicar o conhecimento adquirido no evento para as escolas públicas e privadas. “Estou feliz em representar não somente os professores de Volta Redonda e região Sul Fluminense, mas de todo o estado do Rio de Janeiro. Quando voltar, pretendo ministrar aulas e palestras nas escolas e incentivar a participação dos professores em eventos parecidos com a Escola de Física e outros projetos”, conta o professor.